Páginas

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

A Pérola e o Círculo daTransformação



 Padrões
Controle
Ruídos
O dia todo.
365 dias
Sabotando-me,
Procrastinando,
Machucando-me!

Deixa pra amanhã!
Pra que fazer?
Não vai valer a pena!
Você não vai conseguir!

E entra mês
Sai mês
E lá estou eu
Empurrando a vida
Com a barriga.

Eta, vida desperdiçada!

E continuo
Sem autoestima
Sem vontade
Sem força
Sem ação
Sem ser!

Para o mundo
Que eu quero descer!
Estancar a dor
Que está me matando!

Chega! Basta!
Numa atitude de coragem
Tomando consciência
Da gravidade
E visando minha cura
E bem estar
Busco ajuda.

Hoffman
É o nome
Que me vem à cabeça
Pela segunda vez!

Meditar
Identificar
Entender
Expressar

O que é seu
O que é meu
É preciso separar

O que é seu
Descarregar
O que é meu
Reciclar.

Não só isso.
É necessário
Ir além.
Ter um olhar benévolo
E de compaixão
Para todo o meu passado
E antepassados.

Recuperar e tomar posse
Do poder 
Que sempre foi meu.
E, então, capacitada,
Efetivar, as mudanças.

Agora sim
Abriu espaço
Para a autoapreciação
Autovalorização
Para a autoevolução!

Dessa forma,
Seguindo o percurso
Do círculo
Da transformação
Tal qual a ostra,
No atrito,
Transformo o cisco,
O negativo,
Em pérola!

O que era problema.
Contextualizo
Busco-lhe
Um significado maior.

E assim,
De maneira simples
O meu melhor
O positivo
Guardo na alma!

E por opção
Trilhando
A estrada da direita

Colho
Abundância
Alegria
Amor
Leveza
Luz
E a almejada
Paz!
E, o principal, 
Me aproprio
Da liberdade
E da beleza
De ser
Quem sou!

Sim! Sou luz!
Sou perfeita!
E mereço brilhar! 
Anitha/ BH/ 11.10.2014