Páginas

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Diamantes e Pessoas

Diamante é uma pedra altamente apreciada e valiosa, principalmente, porque ela reflete a luz de uma maneira ímpar.
Na sua apreciação, as suas propriedades intrínsecas, como pureza, brilho, peso, consistência e beleza, são levadas em conta, tornando-se, quando lapidada, uma peça singular e rara.
Um verdadeiro e genuíno brilhante é difícil de ser encontrado, e, quando isto ocorre, quem é garimpeiro e/ou conhecedor fica maravilhado, porque sabe que enriqueceu, e cuida para não perdê-lo.
Desta forma, a não ser que seja um ingênuo ou incompetente, jamais, jamais um entendido em gemas se deixará enganar por uma imitação ou uma bijuteria sofisticada, mesmo que esta lhe cause encantamento num primeiro instante. Sabe ele que elas não têm valor no mercado, afinal, não são e nunca poderão se transformar em joias. Serão sempre meros arremedos.
Assim também são certas pessoas que iludem num olhar mais apressado, num contato superficial. Vazias e sem conteúdo nada acrescentam. Às vezes, até mesmo subtraem...
Diferentemente de outras que, por possuírem atributos que as distinguem positivamente das demais, são consideradas raridades. Autênticas preciosidades!
A estas é de bom senso abrigá-las, guardá-las em lugar bem seguro, para que não sejam extraviadas ou roubadas. Acredito eu que dentro do coração seja o melhor local!
Muitas pessoas do meu rol de amizade, e todas as do meu círculo familiar, estão bem alojadas no meu.Também, elas se ajustam admiravelmente no que se pode definir como diamantes, ah! daqueles bem facetados e belos! E eu as protejo e zelo. Não quero por nada neste mundo que elas deixem esse lugar, e que eu seja privada do bem que elas me fazem e do que compartilhamos!
Para não correr nenhum risco desnecessário, joguei a chave fora! Há tempos!!!
Escrito por Anitha em 9.4.2012